A Compartimentação Horizontal no Combate a Incêndios

Se você está pensando em reforçar a segurança da sua empresa, um conceito importante a ser considerado é a compartimentalização horizontal.

Essa abordagem estratégica consiste em dividir as diferentes partes da organização em unidades menores e independentes, cada uma dedicada a funções específicas.

Dessa maneira, caso haja incêndio dentro da instalação, não será todos os setores atingidos, já que eles estão devidamente separados.

Isso simplifica significativamente o controle das chamas, protegendo vidas e preservando as demais áreas.

A aplicação da compartimentação horizontal para garantir a segurança do ambiente, pode ser realizada com paredes corta-fogo, ou, ainda, por portas corta-fogo industriais (11711).

Hoje falaremos da porta corta fogo industrial como forma de compartimentação horizontal, proporcionando uma visão mais aprofundada sobre esse novo modelo de segurança que tem sido adotado por diversas indústrias para proteger suas áreas distintas.

Continue a leitura para compreender melhor o tema!

O que é a Compartimentação Horizontal?

A compartimentação horizontal é um sistema de segurança contra incêndios que envolve dividir uma edificação em áreas menores, chamadas de compartimentos.

Essa abordagem tem como objetivo conter o avanço das chamas, impedindo-as de se espalharem por diferentes setores de uma área ou galpão.

Por meio da separação de ambientes, é possível mitigar os riscos associados a incêndios, proporcionando tempo para evacuação segura.

Além disso, possibilita o controle efetivo das chamas e a preservação dos bens materiais.

Esse sistema é baseado no princípio de que o fogo tende a se propagar com maior rapidez em grandes áreas abertas do que em espaços menores e compartimentados.

Para que servem as compartimentações em uma edificação?

As compartimentações em uma edificação têm como principal objetivo prevenir a rápida disseminação do fogo, além de permitir um melhor controle da situação pelos sistemas de combate a incêndios.

Veja a seguir quais motivos fazer a compartimentação do ambiente:

  • Evacuação ordenada: proporciona um tempo adicional para uma evacuação segura e organizada;
  • Isolamento de incêndio: ao dividir o espaço em setores, a compartimentação horizontal impede que o fogo se propague livremente, limitando seu alcance;
  • Impedir a propagação do fogo: contribuem para minimizar a propagação de fumaça e gases tóxicos, fatores que representam sérios riscos à saúde humana;
  • Preservação da estrutura da edificação: Limitando a extensão do incêndio, reduz-se o impacto sobre a integridade do prédio, possibilitando a reutilização de partes não afetadas após a ocorrência do sinistro.
  • Redução de danos causados pelo fogo: Ao confinar o fogo a um espaço menor, as compartimentações minimizam a quantidade de material que seria destruído caso o fogo se alastrasse pelo setor inteiro.

Além do mais, aderir a compartimentação horizontal não apenas aumenta as chances de sobrevivência dos ocupantes da edificação, mas também facilita a atuação dos bombeiros e das equipes de emergência.

Inclusive os bombeiros possuem sua própria norma técnica sobre a compartimentação horizontal. Veja a IT 09 do corpo dos bombeiros, sobre a compartimentação horizontal, aqui!

Como fazer a compartimentação horizontal?

Como fazer a compartimentação horizontal?

A eficácia da compartimentação horizontal depende da implementação de medidas específicas e do cumprimento de normas de segurança.

Abaixo estão alguns passos fundamentais para a realização adequada dessa estratégia:

1. Avaliação de Riscos

Antes de iniciar qualquer medida de compartimentação, é necessário realizar uma análise detalhada dos riscos presentes na edificação.

Isso inclui a identificação de áreas críticas, fontes potenciais de ignição, materiais inflamáveis e rotas de evacuação.

Em determinadas situações, pode ser necessário isolar riscos específicos, como salas de máquinas, depósitos de substâncias inflamáveis ou áreas de produção.

A compartimentação horizontal deve ser adaptada para atender às necessidades exclusivas de cada setor da instalação.

2. Material de Compartimentação

A escolha dos materiais destinados à construção das barreiras de compartimentação deve estar pautada pelas normas vigentes.

No caso das portas corta-fogo industriais, por exemplo, sua fabricação está alinhada às diretrizes estabelecidas pela norma ABNT NBR 11.711.

Essa norma define os requisitos essenciais de fabricação, desempenho, instalação e manutenção dessas portas.

As portas corta-fogo industriais são confeccionadas sob medida, possibilitando a personalização do tamanho das folhas de acordo com as exigências de cada projeto, em conformidade com as normas ABNT aplicáveis.

 

Leia também: Porta corta fogo industrial: quais são os tipos?

3. Manutenção da porta de compartimentação horizontal

A compartimentação horizontal necessita de manutenções preventivas para assegurar que ela continue em perfeito funcionamento ao longo do tempo.

A realização periódica de manutenções nos sistemas de detecção, supressão e nas barreiras físicas, incluindo portas corta-fogo, compartimentação horizontal e vedadores é fundamental para garantir que permaneçam em condições ideais de operação.

4. Integração com outras medidas de segurança

Integração com outras medidas de segurança

É preciso lembrar que a compartimentação horizontal não é uma estratégia isolada.

Ela deve ser integrada a outras medidas de segurança para controlar incêndios em estágios iniciais, antes que se tornem incontroláveis.

Dentre as diversas práticas de combate a incêndios, destacam-se:

  • Sistemas automáticos de detecção de incêndios;
  • Supressão rápida;
  • Alarmes;
  • Sprinklers;
  • Hidrantes;
  • Iluminação de emergência;
  • Sinalização adequada.

Além disso, é preciso realizar treinamento e simulações de incêndio com os ocupantes, juntamente com a implementação de um sistema de comunicação, para criar um ambiente seguro e coordenado durante situações críticas.

Vale lembrar que a compartimentação horizontal representa apenas um dos elementos de segurança que devem compor a instalação. Além da porta corta-fogo industrial, é obrigatório integrar saídas de emergência com portas corta-fogo 11742, quando houver passagem de pessoas.

NBRs e a compartimentação horizontal

A compartimentação horizontal deve ser projetada e executada de acordo com as normas de segurança contra incêndios.

Há diversas NBRs que oferecem diretrizes específicas para garantir a eficácia dessa instalação.

Algumas das principais NBRs relacionadas à compartimentação horizontal são:

  • NBR 14432 – critérios para projeto e instalação de elementos construtivos em edificações, relacionados a resistência ao fogo;
  • NBR 9077 – diretrizes sobre projeto, dimensionamento e execução de saídas de incêndio em edifícios;
  • NBR 14608 – requisitos para sistemas de detecção e alarme de incêndio;
  • NBR 11.711 – requisitos para portas e vedadores corta-fogo para isolamento de riscos em ambientes comerciais e industriais;
  • NBR 11742 – Requisitos para Porta corta-fogo para saídas de emergência.

O rigoroso cumprimento dessas NBRs garante a segurança contra incêndios por meio da compartimentação horizontal.

Essas normas também asseguram que os projetos estejam alinhados com as melhores práticas e padrões estabelecidos pelas autoridades reguladoras competentes.

 

Para conhecer mais normas, leia: Portas corta fogo dentro das normas (NBR)

Conclusão sobre a compartimentação horizontal

A implementação da compartimentação horizontal pode ser fundamental na prevenção da propagação de incêndios, impedindo que o fogo se alastre pela edificação inteira.

Trata-se de um sistema de segurança vital para resguardar vidas e patrimônio.

É preciso lembrar que a compartimentação horizontal deve ser complementada a outros dispositivos de segurança contra incêndio.

Na fase de projeto e construção de uma edificação, é essencial contar com a expertise de uma empresa qualificada para garantir que o projeto de compartimentação horizontal esteja em conformidade com as normas de segurança estabelecidas.

 

Por isso, entre em contato com a SCALA SCI, uma fabricante de portas corta-fogo, para obter um orçamento das nossas portas de compartimentação horizontal.

Dessa forma, você garantirá a segurança no seu ambiente comercial e industrial.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portas corta fogo dentro das normas (NBR)

Portas corta fogo dentro das normas (NBR)

Para garantir a proteção das pessoas que frequentam edifícios corporativos e comerciais, os responsáveis devem aderir rigorosamente às normas regulamentadoras de combate a incêndios, incluindo aquelas relacionadas às portas corta-fogo. Para atender a tais requisitos,...