O que é uma porta corta fogo e quais são os tipos?

14/09/2023 | Notícias | 0 Comentários

Para o funcionamento adequado de qualquer empreendimento é preciso emitir o documento AVCB (Auto Vistoria do Corpo de Bombeiros), este laudo indica que a edificação segue as normas e regulamentações de segurança contra incêndio.

Para conseguir o laudo dos bombeiros, o estabelecimento precisa ter alguns itens de segurança, como extintores, alarmes de incêndio, sensores de fumaça e, em alguns casos, até hidrantes.

O espaço também precisa dispor de rotas de fugas e saídas de emergências, e as Portas Corta Fogo fazem um papel muito importante neste cenário.

Com isso, vamos mostrar neste artigo o que é uma porta corta fogo, seus tipos, dimensões, classificações e quais estabelecimentos são obrigados por lei a ter uma.

Portanto continue a leitura e fique por dentro das normas de segurança relacionadas às PCF!

O que é Porta Corta Fogo?

Uma porta corta fogo – também conhecida como porta de emergência – é um item de prevenção e combate a incêndio, que proporciona uma rota de fuga segura para as pessoas presentes em um local fechado.

A Porta Corta Fogo é um equipamento de segurança, com o objetivo de bloquear chamas, calor, fumaça e gases, durante casos de incêndio, e assim impedir ou retardar a propagação do fogo para outros ambientes, até a chegada dos bombeiros.

Muito usada em saídas de emergências e em locais com um grande fluxo de pessoas, este item é feito para abrir de ambos os lados, tanto para a direita quanto para esquerda, e assim facilitar sua abertura.

Do quê é feita?

Fabricadas com chapas de aço galvanizado e interior revestido com material isolante de alta densidade e qualidade , faz com que as portas corta fogo sejam altamente resistentes ao fogo.
As portas ainda podem ter acabamento de inox ou pintura com tinta apropriada.

Onde deve ser instalada a Porta de Emergência?Saída de Emergência em Edificações

A instalação das portas corta fogo é regida pela NBR 11742. Normalmente elas ficam próximas a escadas de emergência, e áreas que dão acesso a saídas, pois dessa forma as pessoas podem evacuar o prédio de forma segura, sem precisar pegar elevadores.

Segundo a norma, o uso é recomendado nos seguintes locais:

  • Escadas de emergência de edifícios;
  • Em áreas de refúgio, acesso restrito e áreas que tenha acesso direto com as rotas de fugas;
  • Acesso às passarelas e outros locais que interliguem prédios;
  • Portas em corredores que tenham acesso às rotas de fuga;
  • Acesso a recintos de medição, proteção e transformação de energia elétrica;
  • Salas de motores, caldeiras, servidores e outras situações onde o fogo venha de dentro para fora.

De modo geral a porta de emergência deve ficar em um local de fácil acesso, e principalmente, bem sinalizada.
As especificações para a sinalização da porta corta fogo estão definidas na NBR 16820. Nela estão as regras sobre sinalização de emergência.

Em quais estabelecimentos é obrigatório a presença de uma porta corta-fogo?

Para saber quais são os estabelecimentos que são obrigatórios por lei a ter uma porta corta fogo, você deve se orientar pela NBR 11742 e as IT (Instrução Técnica) do corpo de bombeiros.

Lugares com uma grande movimentação de pessoas, devem instalar as porta corta fogo, como por exemplo:

  • Edificações comerciais e residenciais;
  • Hotéis;
  • Hospitais;
  • Escritórios;
  • Escolas e faculdades;
  • Instalações industriais;
  • Comércio como shoppings centers, lojas, cinemas, etc.

Para saber se o seu estabelecimento precisa ter uma porta corta fogo, você pode entrar em contato com fabricantes de porta corta fogo e perguntar se há a necessidade de instalação de uma, no seu ramo de negócio.

Leia também: Certificados necessários para Portas Corta Fogo

Quais são as dimensões da Porta Corta Fogo?

Segundo a NBR 11742, a porta corta fogo deve seguir alguns parâmetros, porém ela também pode ser feita sob medida, e variar conforme a necessidade da instalação.

Dimensões da porta segundo a NBR 11742:

  • altura máxima 2,30 m
  • largura de cada folha de 1,18 m no máximo
  • A tolerância de limites nas dimensões da porta corta fogo, deve ser de 2 a 3 milímetros.

3 Tipos de Porta Corta Fogo

São 3 tipos de portas de emergência mais utilizados, confira:

  • Porta Corta Fogo Simples: mais usada em residências, edifícios comerciais e escadas de emergência.
  • Porta Corta Fogo Dupla: você encontra em locais com grande fluxo de pessoas, como shoppings, cinemas, teatros, casas de show, etc.
  • Porta Corta Fogo de Vidro: esse tipo de contenção deve seguir a NBR 14925 e pode ter uma ou duas folhas.

Quais são as Classificações da Porta Corta Fogo?

A porta de saída de emergência é classificada de acordo com sua resistência e exposição ao fogo.

Para definir qual classificação deve ser utilizada é preciso levar em consideração o local onde será instalado e o número de pessoas que frequentam o ambiente.

Uma fabricante de porta corta fogo, pode te ajudar a escolher a opção mais adequada para você.
Conheça abaixo as classificações da porta corta fogo.

Porta Corta Fogo P60

Esse modelo tem resistência mínima de 60 minutos em contato com as chamas. Indicada para escritórios e espaços comerciais.

Compartimenta abertura em paredes com resistência ao fogo de 60 minutos (P-60)

Porta Corta Fogo P90

Porta com resistência mínima ao fogo de 90 minutos, utilizada em locais onde há riscos maiores de incêndios, como áreas de medição, proteção e transformação de energia elétrica.

Compartimenta abertura em paredes com resistência ao fogo de 90 minutos (P-90).

Porta Corta Fogo P120

Porta com resistência ao fogo de pelo menos 120 minutos. Indicada para ambientes que armazenam transformadores, medidores de energia e máquinas com alto risco de incêndio.

Compartimenta abertura em paredes com resistência ao fogo de 120 minutos (P-120)

Porta corta fogo 11742

Equipamentos de uma Porta Corta Fogo

Existem alguns equipamentos essenciais para o funcionamento das portas, como dobradiças, molas e fechaduras que podem sobrepor ou embutir na porta.

Também tem a possibilidade de colocar uma fechadura com tranca ou sem, na porta de emergência.
Porém, vale lembrar que as portas localizadas em rotas de fugas não devem ser trancadas!

Portanto, apenas o lado externo (da rua) pode ser trancado, mantendo o lado interno sempre livre para saída em caso de emergências. E em alguns outras situações específicas. Consulte-nos.

Outro acessório que pode ser adicionado a porta corta fogo é um eletroímã, que trabalha em conjunto com o alarme de incêndio. Quando acionado, se fecha automaticamente para impedir que o fogo passe de um ambiente para outro.

Barra Antipânico

Barra Antipânico SBAP 300 – Classe “F”

Outro item de segurança que faz parte dos equipamentos de uma porta corta fogo é a barra antipânico. Sua função é facilitar a abertura e fechamento das portas, para desocupação em caso de incêndios.

Portanto, essa barra é um dispositivo de destravamento das portas de emergência, que possibilita a abertura apenas utilizando o peso do corpo sobre a barra.

Sua instalação deve seguir a NBR 11785 e existem 3 tipos de barras antipânico. Confira!

  • Barra Antipânico Simples: usadas em portas com uma folha, possui apenas uma barra acionadora;
  • Barra Antipânico Dupla: Utilizadas em portas corta fogo dupla, contendo duas barras acionadoras;

E para esses casos devem ser utilizadas na Classe “F”

Instalação de Porta Corta Fogo: Quais normas seguir?

A porta de saída de emergência deve ser instalada por uma empresa especializada e qualificada, pois demanda muito conhecimento técnico sobre normas que precisam ser aplicadas.

Normas relacionadas a instalação das portas corta fogo:

  • NBR 6479 – Especifica o método para determinação da resistência ao fogo de portas e vedadores;
  • NBR 8094 – Prescreve o método para ensaios de exposição, em materiais metálicos revestidos e não revestidos;
  • NBR 11742 – especifica os requisitos para a instalação de porta corta fogo em saídas de emergências;
  • NBR 9077 – sobre saídas de emergência de edifícios;
  • NBR 10636 – Paredes divisórias que não tenham função estrutural;
  • NBR 11785– especificações para Barra antipânico;
  • NBR 11711 – portas resistentes ao fogo com núcleo de madeira;

Manutenção das Portas Corta FogoComo escolher o fabricante de portas corta fogo?

Por ser um item de segurança, as portas corta fogo precisam de manutenção preventiva constante, principalmente se elas ficam em uma área de grande circulação.

Essas manutenções podem acontecer semestralmente ou mensalmente.

  • Mensais: as manutenções mensais servem para verificar os acessórios responsáveis pela abertura e o fechamento das portas, como dobradiças, trincos, molas, fechaduras, batentes, travas, etc. Com o tempo, as fechaduras e as barras antipânico podem ficar frouxas e perderem a capacidade de fechamento correto;
  • Semestrais: deve ser feita a lubrificação de partes móveis, além da verificação de todos os equipamentos que fazem parte da estrutura da porta, assim como a pintura e revestimento. Se desgastados ou com mau funcionamento é preciso fazer a regulagem ou substituição do item.

Conclusão sobre as portas de emergência

Além das portas corta fogo, você também pode instalar uma parede corta fogo e elevar o nível de segurança do seu estabelecimento.

Há muitas formas de proporcionar segurança para seu ambiente, seja o local de trabalho, ou sua casa. A porta de incêndio é um dos itens fundamentais para trazer segurança para os frequentadores do local.

Se você está procurando por fabricantes de porta corta fogo, entre em contato com a SCALA SCI, estamos há mais de 38 anos no mercado, projetando portas corta fogo, portas resistentes ao fogo e portas metálicas, disponibilizando acessórios e fornecendo equipe especializada na instalação das portas.

Entre em contato conosco e faça seu orçamento!

https://www.facebook.com/ScalaSci

 

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda? Converse Conosco