Porta Corta Fogo de fato ou fake

09/05/2023 | Notícias | 0 Comentários

A norma ABNT NBR 11742:2018 estabelece os requisitos para a fabricação, instalação e manutenção de portas corta fogo, bem como os procedimentos para ensaios de resistência ao fogo. Portanto, quando uma porta corta fogo é testada de acordo com essa norma, ela deve ser submetida a um conjunto de ensaios específicos, que avaliam sua resistência ao fogo, isolamento térmico, estanqueidade e outras características importantes para garantir a segurança em caso de incêndio.

No entanto, é importante destacar que a fabricação de uma porta corta fogo envolve diversos processos e etapas, desde a escolha dos materiais até a instalação e manutenção. Portanto, é possível que haja variações entre a porta corta fogo  testada e a porta fabricada posteriormente, especialmente se houver diferenças na qualidade dos materiais, no processo de fabricação ou na instalação.

Para minimizar esse risco, é importante que o fabricante siga rigorosamente as especificações técnicas estabelecidas pela norma ABNT NBR 11742 e utilize materiais de qualidade e devidamente certificados. Além disso, é fundamental que a porta seja instalada corretamente e que seja realizada a manutenção periódica, de acordo com as recomendações do fabricante.

Caso haja dúvidas sobre a qualidade ou a procedência de uma porta corta fogo, é recomendável procurar por fabricantes e fornecedores confiáveis, que ofereçam produtos certificados e garantias de qualidade. Também é possível consultar os órgãos reguladores, para obter informações sobre as normas e requisitos de segurança aplicáveis a esse tipo de produto

Porta Corta Fogo

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *